Imprimer la page en noir et blanc  Un coup de main  La carte du site  Faites le pont avec notre site!  Abonnez-vous au flux RSS!   Vous désireriez traduire certains messages ? Contactez-nous! FR  DE  EN  IT 
Nous suggérons aux lecteurs qui découvrent les messages de lire d'abord les fondements.

Corpo e Saúde
Cura-te a ti-mesmo!

 

«A fé e os milagres são assuntos semelhantes. É importante abordar esses assuntos. Tentaremos fazer com que compreendam o processo do milagre e o da fé.»

Conhecem a fé religiosa. O exemplo que vos iremos dar não corresponde em nada à fé religiosa.

 O primeiro exemplo, é a fé que têm em vós mesmos e nas capacidades do vosso espírito (criação mental, criação do espírito sobre si mesmo), a vossa fé no que diz respeito à vossa capacidade de se curarem de tudo.

Para que possam pôr esse processo em andamento, devem calar totalmente a vossa mente, o que é muito difícil para os seres humanos, porque a mente é a máquina louca que funciona com uma velocidade exagerada permanentemente, como um cavalo louco que têm dificuldade em travar e parar.

A vossa mente mente-vos, claro! Se tiverem consciência que podem realizar um milagre sobre vós mesmos, então a vossa mente – que emana do vosso ego – diz-vos: "não, não é possível, não é assim tão simples quanto isso!"

De facto, a partir do momento em que acalmam a vossa mente, é sempre muito simples realizar determinados milagres.»

Vejo a imagem de um senhor numa multidão.

«Esse senhor estudou as capacidades do espírito. Sente uma dor muito forte na base das costas; esta persiste já há um certo tempo e começa a perturbá-lo.

Esse senhor está no meio de uma multidão. Caminha. De repente, aparece-lhe um pensamento: "cura-te a ti-mesmo". Então pára um pouco afastando-se da multidão e apoia-se contra a parede de um imóvel. Concentra-se; não vê mais ninguém, apenas vê o seu corpo, mas através de outros olhos que não os seus olhos humanos. Nessa altura, não tem nenhuma dúvida, nenhum pensamento, a não ser aquele de querer por a cura, a harmonia onde há desarmonia. Concentra-se, o espírito sempre completamente liberto de qualquer pensamento, e com uma confiança absoluta na sua capacidade de se curar.

Assim envia, pelo pensamento, uma energia muito forte que pertence às suas próprias multidimensionalidades, na base das suas costas, não utiliza a energia que pertence ao que é como ser de terceira dimensão. Pede a ajuda às suas multidimensionalidades que, elas, com a sua total pureza, o ajudarão a curar-se a ele mesmo.

Isso é "curar-se a si mesmo"! Não é fácil, é muito mais difícil que curar-se graças a uma ajuda exterior!

Irão descobrir em vocês a capacidade de se curarem a vós mesmos. Para obter essa auto-cura, não precisam de nenhum suporte externo ou uma fé particular, a não ser a fé em vós mesmos.

Actualmente os humanos não têm nenhuma fé nas suas próprias capacidades. Preferem sempre chamar o exterior para serem ajudados! Quando falamos de uma ajuda externa, falamos de Maria, Jesus, de todos os Seres que viveram neste planeta, dos vossos guias, dos Seres de Luz, etc. Os humanos atuais têm mais confiança e fé no resultado se fizerem apelo ao exterior, é muito mais fácil para eles.»

Ainda estou com essa personagem que ainda está apoiada contra uma parede. Durante alguns instantes, está numa total imobilidade. É como se mais nada funcionasse nele, como se estivesse num estado de adormecimento profundo. Esse estado dura muito pouco tempo, nem mesmo um minuto, pois faz apelo a qualquer coisa que está nele e que não faz parte da sua terceira dimensão; essa personagem sai desse estado de não-vida na terceira dimensão; tem como uma espécie de grande arrepio e acorda com um grande sorriso nos lábios: não tem absolutamente mais nada pois regenerou-se, e caminha de novo completamente em harmonia liberto do problema que tinha nas costas.

«Para conseguir esse resultado, é preciso claro, ter confiança; mais uma vez é preciso que a mente não pense no vosso lugar e diga:" é preciso fazer assim, e não dessa forma"! A mente é o inimigo de qualquer cura! Mais uma vez, a mente emana do vosso ego.

O que o vosso canal acaba de vos descrever não acontece instantaneamente. A pessoa que ela vos descreveu já trabalhou na capacidade do pensamento profundo associado ao pensamento que pertence a outros planos, a outras realidades dela mesmo, para se curar totalmente dessa pequena desarmonia.

Cada um de vocês pode fazer isso! Façam-no primeiro nas desarmonias pequeninas, um pequeno sofrimento aqui, um pequeno sofrimento acolá.

Saibam, Filhos da Terra, que nada, mas realmente nada, é incurável! Mesmo que tenham grandes sofrimentos, ossos gastos, fraturados, etc., nada pode impedir a cura e a harmonia total do vosso corpo!

Tropeçam simplesmente na vossa mente e na vossa não confiança; é por isso que não obtêm os resultados que esperam.

Problemas psicológicos fazem parte dessa não possibilidade de se curarem, porque essas pequenas desarmonias – e isso talvez vos possa chocar – podem ser fonte de conforto para certas pessoas. No entanto não falaremos desse assunto que, afinal, não tem nenhuma importância e nenhum valor aos nossos olhos!

Concentrem-se no que vos acabamos de vos ensinar no que diz respeito aos milagres e à fé. O milagre, são vocês que o realizam! A fé, é a vossa própria fé em vós mesmos: não tem nada a ver com a fé religiosa ou a fé exterior.

Alguns seres têm uma confiança total na religião ou numa terceira pessoa. Sem nenhuma mente, entregam-se completamente a essa fé no outro ou na fé religiosa. Podem ter fé em Jesus, num lugar sagrado como Lurdes, Fátima ou qualquer outro lugar. Nessa altura, tudo vem do exterior! O ser entrega-se totalmente ao exterior e tem uma total confiança na cura que esse estado exterior lhe pode trazer.

Os dois casos que acabamos de falar geram a fé e o milagre, mas de duas maneiras completamente diferentes.

Para conseguirem estar completamente passivos e entregarem-se à possibilidade exterior (isso não acontece todos os dias, claro), é preciso que os seres estejam numa confiança absoluta em Deus ou num lugar sagrado tal como Lurdes por exemplo. Também é preciso que o ser que se entrega a essa confiança e a essa fé não tenha a sombra de dúvida, nem que seja por alguns segundos.

Falamos das duas formas de conceber um milagre.

Esperamos que possam pôr em prática a primeira forma para realizarem um milagre sobre vós mesmos e obter a cura.»


Pode reproduzir o texto seguinte e dar cópia dele sob a seguinte condição:
  • que não seja cortado
  • que o seu conteúdo não seja modificado
  • que faça referência ao nosso site http://ducielalaterre.org
  • que o nome de Monique Mathieu seja mencionado
Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 França.
Página Inicial ~ Ensinamentos : Amor/Sabedoria ~ Trabalho sobre si ~ Aulas de Sabedoria ~ Transição ~ Acontecimentos ~ Mensagem das Hierarquias ~ Diversos ~ Exercícios ~ Corpo e Saúde /***/ Chaves de sabedoria /***/ Fórum /***/ Contacto /***/ O site : O mapa do site ~ Ajuda ~ Home page ~ /***/ Imprimir ~ Site principal

Fazer o link com o nosso site !         Vote para nós !         Para mais conforto visual, Baixar o navegador gratuito Firefox