Imprimer la page en noir et blanc  Un coup de main  La carte du site  Faites le pont avec notre site!  Abonnez-vous au flux RSS!   Vous désireriez traduire certains messages ? Contactez-nous! FR  DE  EN  HE  IT 
Nous suggérons aux lecteurs qui découvrent les messages de lire d'abord les fondements.

Aulas de Sabedoria
Lição nº 13

«Cada ser humano programou a sua vida neste mundo mas obrigatoriamente comete erros. Por vezes, segundo o que ele é e os seus desejos, deixa a linha recta para seguir vias paralelas, mas no mais fundo dele mesmo, a sua alma incita-o a voltar ao bom caminho. Por vezes, nessas vias paralelas, a alma encarnada comete actos, tem pensamentos ou comportamentos que não estão em harmonia com o que ela é na realidade ou com o que o ser profundo é na realidade. O ser, por vezes, deixa-se ultrapassar pelo seu ambiente, pelos seus desejos, pelas suas ilusões e pela energia muito poderosa do ego.

Pelos caminhos andando, os erros sucedem aos erros. No início, o ser que caminha não tem necessariamente consciência de estar no erro, depois pouco a pouco, quando se dá conta do sofrimento que gerou a ele mesmo e aos outros, um sentimento de culpa muito forte, muito profundo nasce nele. Esse sentimento de profunda culpabilidade amplia a cada dia, e nada nem ninguém pode suprimi-lo enquanto ele mesmo não o tiver feito.

Para que possa fazê-lo, é preciso que ocorram sucessivas tomadas de consciência. Estas nascem, por vezes, por causa de dificuldades materiais importantes ou por reais preocupações de saúde. São de facto sinais de alarme que avisam a personalidade que deve mudar de comportamento e sobretudo reencontrar o seu verdadeiro valor.

Ninguém perde o seu real valor, simplesmente é esquecido. Ao longo do caminho que leva para o Pai, muitos se esquecem não só do que são no mais fundo deles mesmos, mas também o essencial, quer dizer, o Amor total que devem ter por eles mesmos.

Mas voltemos à culpabilidade. Antigamente diziam:” tal pessoa aliviou a sua consciência”. Tentem reflectir no significado da expressão “aliviar a sua consciência”. Só podem aliviá-la tomando consciência que seguiram o caminho errado e terem cometido erros, e sobretudo não se culpabilizando por esses erros.

Todo o ser humano que caminha neste mundo comete muitos erros. Não é grave em si! O grave, é cristalizar sobre esses erros, alimentá-los continuamente, porque eles conseguem estragar-lhe a vida, a levá-lo a se detestar.

Os humanos deveriam praticar o contrário, isto quer dizer enviar muito Amor sobre os seus erros e dizerem:

“Fiz erros, mas fi-los com o nível de consciência que tinha nessa altura. Agora mudei de nível de consciência, mudo o meu comportamento e ilumino todos os cantos de sombra que ainda estão em mim. Perdoo-me totalmente por todos os erros que cometi ao longo desta existência, porque grande parte deles eram programados. Não tinha a capacidade de ultrapassar essa programação. Agora compreendo porque agi dessa maneira, compreendo que era difícil de escapar porque fazia parte da minha programação de vida, eu perdoo-me totalmente pelos meus desvios, perdoo-me pelos meus erros, perdoo-me por todo o amor que não me pude dar e dar àqueles que amo. Entrego-me totalmente à Energia Divina que transforma o meu ser, que ilumina a minha vida.”

É muito mais fácil do que pensam perdoarem-se pelo sofrimento que criaram aos outros e perdoar aos outros por aquilo que eles vos fizeram sofrer. Numa existência, não é fácil viver sem fazer sofrer pouco ou muito aqueles que vocês amam. Assim que compreenderem isso, desresponsabilizam-se.

Durante a sua passagem na Terra, um humano atravessa vários níveis de consciência. Esses diversos níveis de consciência deveriam permitir-lhe eliminar completamente todos os seus erros, todas as suas incompreensões. Infelizmente, os homens funcionam assim: castigam-se continuamente pelos seus actos. Não é uma boa solução. A melhor solução é iluminar tudo o que ainda não cumpriram em harmonia com a vossa alma, com a vossa consciência, projectarem muito Amor sobre todos os actos que não correspondem ao que desejam na vossa existência e se desculpabilizarem totalmente por qualquer acção cometida, qualquer palavra pronunciada.

Muitas vezes, os homens acreditam ser mais “maus” do que o são, dão energia a esse pensamento e conseguem convencer-se disso. Aprisionam-se nessa noção deles mesmos completamente errada.

Sejam quais forem os vossos erros nas vossas palavras, nos vossos pensamentos, nos vossos actos, desresponsabilizem-se completamente de maneira a se tornarem livres, livres de continuar a vida de forma muito mais leve, muito mais harmoniosa. Tudo o que viveram foi vivido, então aprendam a viver melhor os momentos que vos faltam por viver nesta encarnação. Aprendam a cortar totalmente com um passado pesado. Ele não vos pertence mais, foi vivido, seja o que for que possam ter feito, dito ou pensado.

De toda a eternidade, a única energia para a qual devem ir com todas as vossas forças é a Energia Amor, essa energia que transforma qualquer sofrimento, que cura qualquer doença. Essa energia bem orientada em vocês e ao vosso redor pode fazer milagres. Aprendam a amarem-se. Mil vezes, dez mil vezes, cem mil vezes repetimo-lo.

APRENDAM A AMAREM-SE, É UMA DAS CHAVES ESSENCIAIS DA VOSSA EXISTENCIA. Enquanto não tiverem integrado isso completamente e compreendido o valor e o poder do que vos dizemos, tropeçarão, sofrerão, adoecerão, revoltar-se-ão.

Quando se amam, perdoam-se totalmente dos vossos erros. Quando se amam, amam todos os outros e perdoam àqueles que vos fizeram sofrer. Libertem-se das correntes com as quais se prenderam.

Nem sempre compreendem que os sentimentos de culpa e não-perdão destroem o vosso veículo, o vosso corpo no entanto tão perfeito. Alimentam-no com uma energia que ele não precisa e que o destrói. Por isso façam marcha atrás, alimentem-no com uma energia que o regenera continuamente. Se tiverem consciência disso, apliquem-no no dia-a-dia da vossa vida.

Saibam que muitas das vossas doenças aparecem por causa de uma não-aceitação do que são ou daqueles que vos rodeiam. Já vos dissemos que a doença reflecte muitas vezes um mal-estar, um mal viver, uma falta de Amor por si e pela vida.

Gostaríamos de vos fazer compreender até que ponto a vida é importante, até que ponto o vosso papel neste mundo é importante e que não têm o direito de se perderem, de se destruírem. Uma pessoa que se perde, que se destrói, atrai a si, pela lei de ressonância, outras pessoas fracas que podem segui-la no seu rasto. Pelo contrário uma pessoa que dê graças e homenageie a vida continuamente, que irradie a Luz e o Amor Divino, atrai muitos seres com o mesmo estado de espirito, as mesmas afinidades, isto cria um polo de ancoragem do Amor, de Luz e de irradiação considerável.

Cada dia vos levará para novos horizontes. Cada dia vos levará para uma nova compreensão. Abram o vosso coração em permanência para integrarem tudo o que o planeta, o que cada ser e cada vida deste mundo também recebem.

Novas energias ser-vos-ão transmitidas. Deverão integrá-las pois elas permitir-vos-ão despertar cada dia mais para uma outra consciência. Também vos permitirão terem acesso a outras partes de vós mesmos. Se estiverem revoltados, preocupados, essas energias chegarão a vocês mas não as reconhecerão. Por isso elas serão menos úteis para o vosso despertar. Claro, vocês despertarão, mas com um pouco mais de atraso.

Eles mostram-me o nosso planeta. Neste momento, ele está completamente perturbado por certas energias. Há tornados e também ventos muito suaves, muito penetrantes. Há muitas coisas que se colocam no lugar. Eles dizem-me:

«Podem ajudar bastante nesta instalação. Claro, os grandes seres encarnados aqui e aqueles que se encontram na quarta dimensão estão muito activos neste mundo, mas devem ajudá-los bastante, pois vocês vivem e viverão mais a fúria de certas forças, de certas energias que não querem ser absorvidas pela Luz.»

Vejo cores violentas. Parece a egrégora de certos grupos de humanos e de não-humanos. Também oiço sons muito agressivos, muito desestabilizantes, que correspondem às cores emitidas por esses grupos. Por outro lado, também vejo uma perfeita harmonia de cores e sons. Penso que o que via correspondia aos gritos de raiva de certas entidades, de certos grupos que não querem ser absorvidos, transformados. Querem guardar o seu poder, a sua autonomia, e sabem que deixarão de a ter neste mundo. No entanto querem lutar para se aproveitarem até ao fim.

«No plano físico, não fiquem espantados se de momento ganharem um pouco de peso. É perfeitamente normal porque integram energias muito poderosas que alimentam o vosso corpo físico. Também precisam de alimento pois é o “carburante” do vosso veículo. Isso estabilizar-se-á. Não se lamentem! O importante não é o peso que podem ter, o importante é a forma como se sentem no vosso corpo, no vosso veículo.

Se sentirem uma profunda alegria viver em vocês, se sentirem a força e a irradiação, pouco importa o vosso peso. De qualquer forma, mais ou menos a curto prazo, serão redimensionados, isto quer dizer que o vosso corpo harmonizar-se-á, tornar-se-á perfeito. Não vos dizemos de que forma, mas dizemo-vos que é possível.

Até vocês, humanos, podem reharmonizar, redimensionar o vosso corpo. Não sabem servir-se da gigantesca força que está em vocês. Aliás de momento é preferível que assim seja.

Através de novas energias que integrarão cada vez mais, sentirão muitas transformações no vosso próprio corpo físico assim como na concepção que têm de vós mesmos e da vida. De uma só vez, tudo parecerá mais leve, muito mais simples, mas somente se largarem certos pesos, certas correntes.

O que vivem individualmente, todos os vossos irmãos humanos e a vossa Mãe a Terra também o vivem. Alguns aceitem-no com felicidade, outros recusam-no com terror, o que cria grandes conflitos interiores que acabam pela morte do corpo físico ou por uma violência manifestada, um conflito exterior que se expressa com muito sofrimento, muita incompreensão.»


Pode reproduzir o texto seguinte e dar cópia dele sob a seguinte condição:
  • que não seja cortado
  • que o seu conteúdo não seja modificado
  • que faça referência ao nosso site http://ducielalaterre.org
  • que o nome de Monique Mathieu seja mencionado
Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 França.
Página Inicial ~ Ensinamentos : Amor/Sabedoria ~ Trabalho sobre si ~ Aulas de Sabedoria ~ Transição ~ Acontecimentos ~ Mensagem das Hierarquias ~ Diversos ~ Exercícios ~ Corpo e Saúde /***/ Chaves de sabedoria /***/ Fórum /***/ Contacto /***/ O site : O mapa do site ~ Ajuda ~ Home page ~ /***/ Imprimir ~ Site principal

Fazer o link com o nosso site !         Vote para nós !         Para mais conforto visual, Baixar o navegador gratuito Firefox